PEAC

Conflitos socioambientais são discutidos em grupos de trabalho do PEAC

19 de dezembro de 2016
gt-sul-1

Conselheiros da região Sul discutem a metodologia Cartografia Social

A coordenação e o Conselho Gestor do Projeto de Educação Ambiental com Comunidades Costeiras (PEAC), promoveram seis encontros nas regiões norte, sul e centro no mês de outubro e novembro.

O objetivo da realização desses encontros foi identificar os conflitos socioambientais concernentes às comunidades da área de abrangência do PEAC por meio da metodologia da Cartografia Social e aprofundar as discussões do tema central dos Encontros Regionais com data prevista para janeiro de 2017.
Comunitários da região Centro identificam os conflitos socioambientais

Comunitários da região Centro identificam os conflitos socioambientais

No dia 21 de outubro a reunião aconteceu no centro comunitário Miguel Rodrigues, no povoado Farnaval, em Estância, com comunitários da região sul de Sergipe e dos municípios da Bahia da área de abrangência do PEAC. No dia 24 de outubro, a reunião aconteceu no Centro Comunitário Tigrinho, no povoado Tigre, em Pacatuba, com comunitários da região norte, e no dia 4 de novembro, a reunião aconteceu na Universidade Federal de Sergipe (UFS) com comunitários da região centro, compreendida pelos municípios de Itaporanga D’Ajuda, São Cristovão e Aracaju.
Comunitário Ênio Pereira desenha o mapa mental da região Norte

Comunitário Ênio Pereira desenha o mapa mental da região Norte

A atividade de abertura, em cada reunião, foi a apresentação do documentário “No Rio e no Mar”, com direção dos holandeses Jan Willen Den Bok e Floor Koomen. O filme retrata a vida das pescadoras e pescadores de Ilha de Maré (Bahia) em defesa de seu território e na luta contra a destruição causada pela Petrobras e por outros empreendimentos petroquímicos. O documentário foi importante para que os comunitários conhecessem a realidade socioambiental de Ilha de Maré e distinguissem as estratégias de organização social e ações desenvolvidas pelos comunitários da localidade de enfrentamento aos problemas causados pela poluição e pelo racismo ambiental. O segundo encontro do GT ocorreu nos dias 19, 21 e 23 de novembro nas regiões Sul, Norte e Centro, respectivamente. Neste espaço os conselheiros construíram um quadro sistematizando as informações relativas aos atos e mediadores envolvidos em atividades geradoras de impostos ambientais.
Veja também: